Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.agencia.gov.br:8080/conhecerhana/1997
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorCASTELO, ROGER BEZERRA-
dc.date.accessioned2020-04-06T14:14:05Z-
dc.date.available2020-04-06T14:14:05Z-
dc.date.created2018-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.urihttp://dspace.agencia.gov.br:8080/conhecerhana/1997-
dc.description.abstractOs problemas da escassez da água são enfrentados por diversos países em todo o mundo em decorrência do desenvolvimento desordenado das cidades, da poluição dos recursos hídricos, do crescimento populacional e industrial, dentre outros. Outro fator importante na questão hídrica é a disponibilidade desses recursos nas diversas regiões do mundo. No Brasil, apesar da aparente abundância, pois mesmo que tenhamos 13,7% de toda a água doce superficial da Terra, 70% desse total está localizado na região amazônica, apenas 30% está distribuído pelo resto do país e apenas 40% dos esgotos são tratados. Estima-se que o país demoraria cerca de 20 a 30 anos para universalizar o saneamento básico, e gastaria 500 bilhões de reais na empreitada. Todo esse cenário contribui para a degradação dos corpos d’água, sucedendo que os problemas mais graves que afetam a qualidade da água de rios e lagos decorrem de esgotos domésticos tratados de forma inadequada, de controles inadequados dos efluentes industriais, da perda e destruição das bacias de captação, da localização errônea de unidades industriais, do desmatamento, da agricultura migratória sem controle e de práticas agrícolas deficientes. Diante deste contexto, a conservação e o reuso da água passam a ser instrumentos essenciais em políticas para o manejo sustentável dos recursos hídricos. Este trabalho desenvolvido por meio de um projeto de intervenção propõe a substituição de sistemas de esgotamento rudimentares, na zona rural do Munícipio de Pacoti-CE, que agridem o meioambiente e contaminam os corpos d’água por sistemas baseados em tanques de evapotranspiração ou “fossas verdes” que reusam as águas negras oriundas dos banheiros das habitações na irrigação de culturas agrícolas com o propósito de melhorar a sustentabilidade hídrica do açude Acarape do Meio, que recebe água do Rio Pacoti, rio este degradado em virtude dos despejos de efluentes em suas águas.pt_BR
dc.formatpdfpt_BR
dc.format.extent51 páginaspt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectReusopt_BR
dc.subjectFossa verdept_BR
dc.subjectQualidade das águaspt_BR
dc.subjectSustentabilidade hídricapt_BR
dc.subjectAcarape do Meiopt_BR
dc.subjectÍndice de estado tróficopt_BR
dc.titleImpacto do Reuso de Águas Residuárias da Zona Rural do Município de Pacoti na Sustentabilidade Hídrica do Açude Acarape do Meiopt_BR
dc.typeTese, Dissertação ou TCCpt_BR
dc.audience.educationlevelEnsino profissionalpt_BR
dc.contributor.institutionANApt_BR
dc.contributor.institutionIFCEpt_BR
dc.subject.categoryConservação, Uso Racional e Sustentável da Água; Gestão da água em ambientes urbanospt_BR
dc.description.goalA presente proposta de intervenção tem como objetivo principal melhorar a qualidade das águas residuárias da zona rural do município de Pacoti com o propósito de recuperar a sustentabilidade hídrico-ambiental do açude Acarape do Meio.pt_BR
dc.type.copyrightPersonalizadopt_BR
Aparece nas coleções:Produção científica

Arquivos associados a este item

Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ROGER BEZERRA CASTELO.pdfTCC do curso EAD ofertado pela IFCE548,51 kBAdobe PDFBaixar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons