Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.agencia.gov.br:8080/conhecerhana/2834
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorMARTINS, ALINE PAIVA RAMOS-
dc.date.accessioned2020-05-09T21:13:05Z-
dc.date.available2020-05-09T21:13:05Z-
dc.date.created2018-06-29-
dc.date.issued2018-06-29-
dc.identifier.urihttp://dspace.agencia.gov.br:8080/conhecerhana/2834-
dc.description.abstractA alteração da qualidade dos corpos hídricos decorrente ao lançamento de efluentes oriundos de sistema de disposição final de resíduos pode ocasionar alterações na qualidade da água,verificada pelas mudanças de níveis dos parâmetros físicos, químicos e biológicos da água,que podem restringir seus usos previstos, causando danos a vida aquática, riscos à saúde da população e prejuízos econômicos. Neste contexto, a presente pesquisa buscar analisar os resultados do monitoramento ambiental da qualidade do corpo hídrico receptor de efluentes do Aterro Sanitário de Rio Branco - Acre, constituindo-se como uma Proposta de Intervenção implantada nos anos de 2016 e 2017. O corpo hídrico nasce na Área de Preservação Permanente existente na área da UTRE, com caráter de cabeceira formado por treze nascentes, configurando-se uma bacia pequena, pertencente a microbacia do Igarapé Quinoá, este afluente do Rio Acre, principal fonte de abastecimento local. O monitoramento foi realizado mensalmente com amostras coletadas no posicionamento à montante (Ponto 1),zona de mistura (Ponto 2) e à jusante (Ponto 3), onde foram investigas as seguintes variáveis:Turbidez, pH, temperatura, Oxigênio Dissolvido, Sólidos Dissolvidos Totais, Demanda Bioquímica de Oxigênio, Nitrogênio Amoniacal, Fósforo Total e Coliformes Termo tolerantes. A partir dos resultados obtidos, foi realizado uma análise de conformidade com os padrões de qualidade estabelecido para corpos hídricos de Classe 2, onde conclui-se que apenas os parâmetros de Demanda Bioquímica de Oxigênio e Nitrogênio Amoniacal desobedecem a legislação. A variável DBO apresentou 45,8% das amostras fora do padrão para as duas séries de monitoramento, sendo que as concentrações mais elevadas foram registradas no Ponto 3 da série de monitoramento de 2017, com máxima de 7,0 mg/L O2. A variável Nitrogênio Amoniacal apontou 37,5% das amostras fora do padrão para o conjunto das duas séries. A partir dos resultados desta análise de conformidade, recomenda-se a manutenção da proposta de intervenção, fomentando a implantação de uma série histórica de acompanhamento das condições de qualidade do corpo hídrico, bem como a realização de um estudo de autodepuração para avaliar a capacidade de suporte do manancial, delimitando a área da zona de mistura e estimando as concentrações após a zona de mistura, consequentemente, sendo subsídio para recomendar melhorias no Sistema de Tratamento de Efluentes, quanto a redução da matéria orgânica biodegradável despejada no manancial, bem como na redução denutrientes, como o nitrogênio.pt_BR
dc.formatpdfpt_BR
dc.format.extent96 páginaspt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectResíduos Sólidospt_BR
dc.subjectMicrobacia do igarapé Quinoápt_BR
dc.subjectAnálise de Conformidadept_BR
dc.titleMonitoramento Ambiental do Corpo Hídrico Receptor de Efluente do Aterro Sanitário de Rio Branco - Acrept_BR
dc.typeTese, Dissertação ou TCCpt_BR
dc.audience.educationlevelEnsino superiorpt_BR
dc.contributor.institutionANApt_BR
dc.contributor.institutionIFCEpt_BR
dc.subject.categoryHidrologia e qualidade da água; Hidrologia e Qualidade da Águapt_BR
dc.type.copyrightPersonalizadopt_BR
Aparece nas coleções:Produção científica

Arquivos associados a este item

Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ALINE PAIVA RAMOS MARTINS.pdf2,52 MBAdobe PDFBaixar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons